Capa de livro

Job: imagem para capa de livro
Título do livro: O Crime do Pen Drive
Autor: Valter Silvestre
Design da capa: Jota

 

Briefing

Sobre a trama do livro: uma história real que se passa no interior de Minas Gerais onde conflitos políticos são o pano de fundo da trama. Uma pessoa honesta da cidade é acusada de ter roubado um pen drive contendo informações sigilosas da prefeitura na época e luta para provar a sua inocência coletando provas de que na verdade foi vítima de uma grande armação que buscava incriminá-la.

Conceito de capa: a proposta é de uma capa icônica que traga essa provocação de questionar logo na imagem central o que a história busca em sua essência: será que houve crime do pen drive?
A imagem central seria formada por um pen drive (objeto principal da trama) e um fio de um conector USB em forma de símbolo de interrogação “?”. O pen drive faria o papel do ponto (.) no tal símbolo de interrogação. Ele não está conectado ao fio, apenas insinuando que haverá esta conexão, que nada mais é do que a leitura do livro. A verdade em relação aos fatos relatados no livro ainda não foi revelada, todas as peças vão se encaixar depois. O título do livro posicionado na parte de cima da capa é escrito sem pontuação, para que ao lê-lo juntamente com imagem (?), fio USB+pen drive possa induzir a uma interpretação dúbia, transformando-se também na pergunta “O crime do pen drive?”, se interpretada juntamente com a imagem. A trama do livro se passa em dias atuais, tanto é que estamos falando de um objeto moderno como um pen drive.

Por isso, desde o começo eu pensei em uma imagem que remetesse aos anúncios da Apple, valorização do objeto, fundo clean. O que também remete às capas de biografias, com a imagem central contrastando com um fundo sem cor para traduzir a ideia do “preto no branco”, que a trama se dispõe a fazer.

 

Resultado

Jota

 

Mais uma vez obrigado a você que acompanha meu trabalho; pela sua atenção e, quem sabe, interesse para uma oportunidade de projeto futuro.

Jota

Deixe uma resposta